segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Gaiola

Você não pode ter tudo.
Você não deve ter tudo.

e aquilo se repetia como uma maldição sem cura, nem mil noites de feitiços ao romper da meia noite poderiam quebrar seu terrível encanto; Por isso o canto, o doce canto de um pássaro preso que apenas se lembra dos seus dias passados e deles tira a inspiração necessária para embelezar a vida de seu carrasco.
A vida também é feita disto, agradeça-o temorosamente, amorosamente, ardentemente..pois o pão e a água dali provém e talvez seja melhor sobreviver por aqui do que cair no infinito de memórias infundadas gravadas no teu ser.
Sobreviva, não esqueça do encanto e jamais pare seu canto.

3 comentários:

Anônimo disse...

Obrigada!
Acho que isso foi para mim... ou não... mas era isso...

. samanta vanz . disse...

*_*
não sei o q dizer desse post. sério. está lindo.
eu gostaria de ser um pássaro, que quando preso ainda tem forças para cantar... mas acho que me sinto mais como uma raposa, que quando acuada desfere golpes em quem estiver por perto...

lindo, lindo...

=**

Lídia disse...

escreve maaaaais, taióba

tão fofo!


:)